11 novembro 2005

Mentiras da esquerda e os Neos ao contrário

O jornalista americano David Horowitz escreve em seu blog:

A esquerda ainda está propagando as mentiras mortais de que Saddam 1) era um homem sem religião que não apoiava a al-Qaeda, 2) não participou dos ataques muçulmanos que se iniciaram nos EUA com a explosão do World Trade Center em 1993, 3) não providenciou proteção em solo iraquiano a terroristas islâmicos como Zarqawi, e 4) não teve seus planos frustrados pela guerra de março de 2003: fabricar armas de destruição em massa para uso contra os EUA e seus aliados. Todas essas mentiras da esquerda foram refutadas cuidadosamente, mas mesmo assim continuam a ser propagadas.

O filósofo brasileiro Olavo de Carvalho nos informa em artigo recente:

Quem disse que não havia armas de destruição em massa no Iraque? (...) Os relatórios militares dizem que foram encontrados até agora: 1,77 toneladas métricas de urânio enriquecido; 1.500 galões de agentes químicos usados em armas; 17 ogivas químicas com ciclosarina, um agente venenoso cinco vezes mais mortal que o gás sarin; mil materiais radiativos em pó, prontos para dispersão sobre áreas populosas; bombas com gás de mostarda e gás sarin. Se essas coisas não são armas de destruição em massa, são o quê? Peças do estojo “O Pequeno Químico”? [As informações, revela ele, estão no livro do jornalista famoso Richard Miniter, Disinformation: 22 Media Myths That Undermine the War on Terror.]

O autor francês David Dawidowicz escreve no site Liberty Vox:

Entre os nomes dessas "testemunhas" [comunistas em geral, entre eles muitos judeus] que assinaram [um documento atestando a culpabilidade dos "Camisas Brancas", grupo de médicos, na maioria judeus, que teriam atentado contra a vida de Stálin em hospital na URSS], eu ainda me lembro do Dr. Leibovici, burguês abastado dos bairros chiques (...), que eu conhecia por ter me operado uma vez. Quando tive a oportunidade de lhe perguntar sobre a prova de que ele dispunha para afirmar que os "Camisas Brancas" eram culpados, ele me respondeu: "Não tenho! Mas confio no Partido. Qualquer dúvida só serviria aos objetivos imperialistas dos inimigos da URSS. Lembre que, sem a URSS, o mundo estaria hoje sob o domínio nazista e você reduzido a picadinho hoje."

O autor prossegue, discorrendo sobre os estranhos escrúpulos da esquerda militante:

Ela [a esquerda] jamais se manifestou em defesa das dezenas de milhões de vítimas do bolchevismo de Lênin, Trotski, Stálin, Mao Tsé-Tung ou Pol-Pot; jamais em defesa das centenas de milhares de chechenos vítimas da repressão assassina da ex-URSS, jamais pelas milhões de vítimas do racismo árabe do Sudão, nem pelos infelizes habitantes da Aceth, submetidos a chantagem e às aterrorizantes extorsões do exército indonésio. Ela nunca se manifestará em defesa das centenas de milhões de mulheres vítimas da brutalidade machista e obcecada do Islã, nunca pelos reféns assassinados pelos narcomarxistas da América do Sul, nunca em defesa das vítimas do totalitarismo castrista, jamais contra a colonização do Tibete pela China comunista. (...) Curiosamente, seu senso de humanidade só se manifesta de modo escandaloso quando o pretenso opressor é americano ou, principalmente, judeu.

Termina seu texto com um verso revelador de Louis Aragon, poeta do comunismo. Tradução livre:

Que nos enganem, que nos seduzam / Dando-nos o mal pelo bem / Aquele que de nada sabia / E que considera o mal como bem / Não é pelo bem que morre?
Isso tudo só evidencia que - pela revolução, pelo ideário, pela "causa" - mentiras já são parte fundamental da estratégia de ação das esquerdas, propagando-se tranqüilamente pela boca de professores, escritores, filósofos, religiosos, jornalistas... No entanto, em que bem isto pode resultar no longo prazo? E, perdidos entre tantas mentiras, sem conseguir nem querer mais distingui-las da verdade - releia o poema de Aragon - , os militantes de esquerda corrompem em primeiro lugar a própria consciência, em seguida a alheia, realizando um efeito dominó que permitiu e continuará permitindo, travestidas de lisura, as maiores torpezas, as maiores tragédias.

Infelizmente, o mundo ocidental está todo tomado pela ideologia de esquerda, politicamente correta, dona dos preconceitos, propagadora da positivação da inveja e do totalitarismo da vítima, que, ao justificar até assassinato, fomentam mais e mais violência. No Brasil, o movimento dos poucos que ousam desafiar esse estado de coisas ainda é pequeno. Resta perguntar: quando finalmente romperemos o cordão de isolamento esquerdista que impede o brasileiro de participar das discussões mundiais relevantes sem viés ideológico, com real acesso às recentes descobertas? Quando é que o brasileiro descobrirá que o mito tranqüilizador é mortal, enquanto a verdade, mesmo cruel, é libertadora? Às vezes tenho a impressão de que o Brasil é todo composto por Neos (personagem principal do filme "Matrix") ao contrário: todo mundo toma diariamente a pílula do esquecimento e da enganação, fornecida em doses maciças por outros enganadores e enganados. Só resta suspirar de alívio pelos gatos pingados que ainda constituem a lucidez do país.

9 comentários:

Gary Freedman disse...

Your blog certainly left me satisfied and smiling

Marcos Vasconcelos disse...

Parabéns Norma! Excelente o seu post de hoje. A mentira é a verdade da esquerda. Quando vc falou na pílula do esquecimento lembrei-me de "Admirável Mundo Novo" do Huxley.

Forte abraço.
MV

Virtue disse...

Oi, Norma,

Muito obrigada pelo link do meu blog aqui e por todos os links franceses que me passou. Eles logo estarão na página. :-)

Beijos.

Cláudio Peixoto disse...

Muito bom, Norminha...

um beijão,
Cláudio

Norma disse...

Obrigada, queridos amigos!

fjg disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Norma disse...

Oi, Jether, tudo certo? Caía bem uma saudação, um textinho de abertura, não acha? Só por educação.

Elise disse...

Saddam também passava cheques às famílias dos bombistas suicidas palestinianos.

Pedro Paulo disse...

Oi Norma,

PAZ

Sou cristã inconformado também, gostei de seu Blog e de seus posts
Sou pastor e blogueiro - http://ppbarbosa.blogspot.com/
Pedrovida12
http://nortemixado.blogspot.com/
Norte Mix
Moro em Floresta do Araguaia-PA
sou Pr. Pedro Paulo Barbosa.

Fica na Paz