14 agosto 2013

Escassez na Venezuela

Já há escassez de alimentos na Venezuela. Ao lado, no You Tube, há vários outros vídeos semelhantes: brigas e filas imensas, com pessoas reclamando que não há mais alimentos básicos à venda. Não se iludam: socialismo é isso. Aconteceu igual na Rússia, na China, em Cuba etc. Por que não aconteceria de novo?

3 comentários:

Marco Carvalho disse...

Assisti uma entrevista do Percival Puggina falando sobre o engodo que é Cuba. É impressionante como as mídias não divulgam absolutamente nada. Infelizmente, os meios de comunicação estão impregnados com a ideologia esquerdista.

Marco Antônio

Aprendiz disse...

A rigor, a Venezuela ainda não é inteiramente socialista, embora esteja se aproximando bastante disso. Ele é um regime intervencionista ao extremo. Conforme demonstraram os economistas austríacos, o intervencionismo no seu grau máximo é socialismo, funciona da mesma forma que uma economia socialista (embora as coisas tenham nomes diferentes) e apresente as mesmas disfunções, que em ambos os casos são aliviadas por mercados paralelos ("mercado negro"). O caso mais completo de socialismo via intervencionismo foi o sistema nazista. Ele foi tornando-se cada vez mais controlado, e continuou funcionando assim algum tempo após a guerra. Nos seus estágios finais, o sistema econômico nazista tinha um planejamento econômico central no mais alto grau, sendo controlados todos os preços, salários, aluguéis, juros, quantidades e qualidades, e até os ganhos dos "empresários". Cada "capitalista" retirava de "sua" empresa um valor mensal determinado pelo governo. Se precisasse de algum valor maior extraordinário (para um tratamento de saúde, por exemplo) deveria submeter uma petição ao departamento competente do governo, que a examinaria e aprovaria ou não. A ruptura da Alemanha com o sistema econômico nazista foi repentina e extrema, resultando num crescimento econômico explosivo.

Outros países se aproximaram do socialismo de forma um tanto mais lenta. Os EUA durante os governos de Hoover e FDR são um exemplo. A argentina foi um dos países mais ricos do mundo, e sua economia foi destruída por décadas de intervencionismo.A Inglaterra foi se tornando cada vez mais socialista, e sua economia estava sendo destruída quando foi salva por Tatcher. Se não houvesse essa mudança, a Inglaterra teria se tornado outra Argentina.

Norma disse...

Perfeito, Aprendiz. E, pelo jeito, o Brasil também está se aproximando perigosamente desse intervencionismo venezuelano.