23 setembro 2013

Do que você tem medo?

Do que você tem medo?

- Medo de que suas ideias sejam obsoletas;
- Medo de que suas ideias sejam vistas como obsoletas;
- Medo de perder o bonde da história;
- Medo de ser visto como alguém que perdeu o bonde da história;
- Medo de falar uma linguagem antiga demais;
- Medo de que sua linguagem seja considerada antiga demais;
- Medo de cultivar o passado;
- Medo de ser conhecido como quem cultiva o passado;
- Medo de estar fora de moda;
- Medo de ser apontado como alguém que está fora de moda;
- Medo de ser esquecido;
- Medo de ser esquecido.

Progressismo é cronocentrismo, que por sua vez se indissocia do anseio por aplausos.

Estar em Cristo é atemporal; o abraço de Deus é eterno.

4 comentários:

Ricardo Marques disse...

Muito bom! Tinha que vir da Norma...

Suenia disse...

Amém! Remar contra a maré e às vezes se sentir um extra terrestre não é nada confortável quando nossa perspectiva é diminuta ou presa ao tempo e ao espaço. Com a graça advinda do próprio Deus não precisamos nos sentir infelizes ou talvez medrosos já que nossa vida não se limita pelo tempo. "O abraço de Deus é eterno". Que lindo pensamento, Norma!

Marcio Pereira Gonçalves disse...

Diz assim as Escrituras;"bem aventurados os mansos" - aqueles que se dobram sob a vontade de Deus. Isso sim é a essência do "novo homem", a "nova Criação", a sua preocupação não está como os outros o veem, más como Cristo o vê. Renunciando o seu "eu" a cada dia. Só os nossos temores serão desfeitos!

Norma disse...

Obrigada, amigos!

Há outros medos também, sobre os quais escreverei em breve. :-)