02 dezembro 2013

Os loucos sintomas da enxaqueca

Erra quem associa enxaqueca a dores de cabeça apenas. A doença é bem mais complexa que isso. Dê uma olhada nesse artigo do dr. Alexandre Feldman e entenda por que eu preciso evitar a todo custo uma crise quando sou chamada para fazer palestras em outras cidades. ;-)

 

2 comentários:

Carolina Machado Dutra Frîncu disse...

Norma, meu problema não era enxaqueca, mas dores nas costas e nuca e tb uma sequela muito desagradável após a segunda cesárea (que nunca desejei, aliás),que foi a perda total da sensibilidade de um quadrante que ia do umbigo até pouco depois da virilha, razão pela qual havia inclusive parado de dirigir. Fiz aulas de técnica Alexander. Não tanto quando gostaria, mas foram essenciais para reorganização do meu corpo como um todo e trouxeram de volta toda a sensibilidade da área afetada além de eu não ter mais nenhuma dor nas costas, mesmo agora, aos seis meses da terceira gestação. Muitas pessoas relatam melhora da enxaqueca com o uso da técnica. Será que aí perto de vc não tem nenhum professor? Qualquer coisa eu poderia te ensinar o exercício básico (semi-supina) e a ideia central e a minha professora (fiz as aulas em SP para aproveitar as férias) certamente ajudaria online. É uma tentativa, sei lá... minha família materna inteira sofre com enxaqueca, exceto eu, acredita? Pena que acabei desistindo de participar do congresso em Gravatá, senão tiraríamos 20 minutos do tempo livre prá fazer o exercício... Bjo e Deus te abençoe.

Norma disse...

Puxa, pena mesmo, Carolina! Vou procurar saber sobre esa técnica. Deus a abençoe também!