15 fevereiro 2010

Um belo texto americano para o Valentine's Day

Traduzido por mim daqui
O autor, Ray Ortlund, foi uma indicação do blog do John Piper.

Cada um de per si também ame a própria esposa como a si mesmo, e a esposa respeite ao marido.
Efésios 5.33

Primeiro, Deus criou Adão e o colocou no Jardim com uma tarefa, uma missão a guardar. Sobre o coração de cada homem caído paira essa dúvida: “Sou homem o suficiente para escalar essa montanha para a qual Deus me chamou? Poderei cumprir meu destino?” A esposa sábia compreenderá essa dúvida nas profundezas do coração de seu esposo. E passará toda uma vida comunicando-se com ele em resposta, de várias maneiras: “Querido, eu acredito em seu chamado. Sei que você pode cumprir sua missão, no poder de Deus. Não desista.” Dessa forma, ela estará insuflando vida em seu amado.

Deus criou Eva a partir de Adão, para Adão, com a finalidade de ajudá-lo a cumprir a tarefa. Sobre o coração de cada mulher caída paira essa dúvida: “Você se agrada de mim? Eu sou o que você queria?” O esposo sábio compreenderá essa dúvida nas profundezas do coração de sua esposa. E passará toda uma vida comunicando-se com ela em resposta, de várias maneiras: “Querida, você é perfeita para mim. Eu amo você. Venha cá me dar um abraço.” Dessa forma, ele estará insuflando vida em sua amada.

16 comentários:

Roberto Vargas Jr. disse...

Belo texto, Norma! Vou publicar no RVJ, se você me permitir.
Uma curiosidade... Não fizemos de propósito, mas veja que interessante: noivamos no dia dos namorados e casamos no valentine's day.
Para mim é uma vantagem, pois as pessoas e a mídia me falam dos dias e não me permitem esquecer! rsrsrs
Ah, minha fraca memória! Mea culpa, mea culpa!
No amor do Senhor,
Roberto

Norma disse...

Roberto! Quando postei esse texto, pensei: "Taí um post que o Roberto vai adorar." E não é que você foi o primeiro a comentar? hehehe!

Claro que pode postar!

Abração!

P.S. Minha memória também é terrível e é o André que me lembra de todos os nossos dias. A complementaridade do casal, hehehe!

Roberto Vargas Jr. disse...

Postado!
Pô, estou assim tão previsível? Acho que preciso fazer uma loucura qualquer só para fazer surpresa! rsrsrs
Mas, sério, se me faço conhecer assim tão bem, isso me alegra!
No Noivo,
Roberto

Brasil Empreende disse...

Ola visitei seu blog e gostei muito e gostaria de convidar para acessar o meu também e conferir a postagem de hoje: Meditando em sujeiras políticas.
Sua visita será um grande prazer para nós.
Acesse: www.brasilempreende.blogspot.com
Atenciosamente,
Sebastião Santos.

Oswaldo Viana Jr disse...

Ola Norma, lindo texto!

Aproveito para divulgar uma ótima revista que descobri há poucos dias, a Salvo magazine. Achei uma fantástica entrevista com o editor, não perca:

http://www.aoiusa.org/2008/09/interview-with-bobby-maddex-editor-of-salvo-magazine-2/

Grande abraço!

Cristiano Silva disse...

Olá Norma,

Texto maravilhoso, muito inspirador.

Deixa eu fazer uma pergunta: existe para o idioma francês algo equivalente ao Deutsche Welle, para o idioma alemão? Quais os sites de difusão do idioma e cultura franceses você indica?

Abraços.

Norma disse...

Oi, Cristiano!

Tem um monte! Gosto dos interativos, em que o aluno pode se virar sozinho. Dá uma olhada nesses:

http://www.tv5.org/ (Rubrica à esquerda, "apprendre le français").

http://www.francaisfacile.com/

http://www.rfi.fr/lffr/statiques/accueil_apprendre.asp

Abração!

Renato disse...

Norma, você é casada?

Norma disse...

Oi, Renato!

Desculpa demorar para responder. Não sou casada, ainda. Sou noiva do André Venâncio. :-)

simone quaresma disse...

Que lindinha...você minha amiga, será uma esposa e tanto! Que saudade dos nossos papos, da sua sensibilidade, do seu ouvido!!!
E assim, desse jeitinho aí que vc escreveu, a gente passa 20 anos casados sem nem perceber, querendo mais!! É bem o resumo dos mandamentos: amar ao outro como a si mesmo, fazer com ele o que gostaríamos que ele fizesse conosco. Se casamento tem receita pra dar certo, certamente esse é um dos ingredientes!!

Gabriela Costa disse...

Querida amiga,

Que delícia esse seu texto! Tão suave e tão profundo!!! Deixou só um gostinho de quero mais, tão gostoso de ouvir, rolei a barra e pensei que haveria mais texto, mas depois vi que os dois parágrafos são tão simétricos, tão perfeitos e nesta real simplicidade falam forte ao coração.

Um grande beijo!

priscilavelho disse...

Oi Norma, tudo bem?

Eu fiquei de passar aqui quando o curta-metragem de animação REPUBLIQUETA fosse lançado, então hoje minha visita é especialmente para te deixar o link e te convidar para assistir o curta que está sendo lançado hoje.

Claro que não pude deixar de ler o belo texto que publicasse no teu blog e por sinal, ameeeeeei muito!!! Thanks!

Bom, para assistir o episódio piloto do REPUBLIQUETA, basta clicar nos links abaixo:

http://blog.aeonav.com

Assista tbm em:
http://blip.tv/file/3259450

O video é uma produção independente e gratuita, produzido diretamente para internet.

Peço que assista e se gostar, repasse!

Obrigadão Norma!!!

bj, bj

P.

Rev. Ageu Magalhães disse...

Olá Norma,

Que texto bonito. Obrigado por disponibilizá-lo. Abraço, Ageu.

Jonas Madureira disse...

Oi, Norma!

Só uma palavra:

S E N S A C I O N A L

Um abração!
Jonas

Maya Felix disse...

Norma,

Que texto mais sensível. Lindo! Desejo, a propósito, muita felicidade na sua vida e na vida do André Venâncio. :)

Maya

Norma disse...

Obrigada, querida Maya. Meu mérito é só o da tradução, hehe!

Beijos!