21 março 2007

Escândalo na universidade pública

O blog de Reinaldo Azevedo traz este mês um post sobre um teste de acesso ao curso de filosofia da Universidade Federal de Pernambuco para quem já tem um diploma. Só esse fato já é esquisito, porque para cursar uma segunda faculdade basta pedir o que chamam "reingresso", e não me consta que haja prova além desse pedido. O teste, porém, além de conter erros absurdos de português e conteúdo, parece querer medir não o preparo do estudante para o curso de filosofia, mas sim seu grau de ideologização. As questões que o compõem são aterradoras e oferecem ao leitor a dimensão do tipo de "profissional" que invadiu o ensino deste país. Como professora e estudante de pós-graduação, estou muito chocada e indignada. Precisamos apenas saber como protestar de modo eficaz para que a educação pública não só cresça em qualidade e pertinência, mas se desvencilhe de vez da ideologia - pois, quanto mais política fizer, menos interessada estará no verdadeiro conhecimento.

Não deixem de ler: Uma prova da Universidade Federal de Pernambuco e a revolução cultural do ministro Haddad

Comentário que deixei ao post:

Reinaldo,

"Ela" é a ecologia. A pessoa que elaborou a questão quis que o aluno fizesse uma associação entre o enunciado e as opções de resposta, assim: cristianismo e a primeira sentença, a Ecologia e a segunda (que começa com "Ela"), ética ambiental e a terceira. Nada muito didático, nem muito bonito, nem muito harmonioso. E ainda há os erros terríveis que você apontou: erro de conteúdo, de ortografia, a redação ruim e a politicagem despudorada que demoniza alguns autores para santificar outros.

Porém, o que me salta aos olhos com horror - e que você não mencionou - é também o endosso indireto que essa universidade dá a Peter Singer, um cientista que defende o infanticídio! Como pode um infanticida ser leitura obrigatória para uma prova de acesso à universidade?

A julgar por essa prova, será que chegaremos um dia a ter de reconhecer que a universidade brasileira é predominantemente politiqueira e anti-ética, além de oferecer um ensino de má qualidade? Será que esse dia está perto? Será que já chegou? Eu temo, temo muito.

Observação: Na prova toda (veja aqui), de 25 questões, CINCO se referem diretamente a Peter Singer. Se isso não é um endosso indireto, não sei o que é. E ainda pretendem poder discernir "homens éticos" depois de recomendar um infanticida como um grande filósofo. Isso é que é "filosofia engajada"... no que não presta, definitivamente.

5 comentários:

Eliot D. Chambers disse...

Temos aí mais um sintoma da dominação gramsciana no Brasil. O discurso deslavadamente esquerdista passa-se por neutro e serve de parâmetro de conhecimento: quem não concorda com ele, está menos capacitado que os demais para estudar filosofia. Lamentável. As conseqüências?Converso com gente pós-graduados que negam ser de esquerda mas usam as mesmas palavras, os mesmos conceitos, valem-se das mesmas categorias e garantem que estão sendo isentos. Em alguns casos a safadeza manipuladora é notória, como comentei no meu post P.R.O.P.I.N.A.. Noutros, e no caso também da maioria das pessoas com menos estudo, vejo que são de esquerda porque simplesmente não conseguem ser outra coisa. Assim é o sonho de todo grande manipulador: moldar as mentes e continuar invisível. Quanto mais invisível, mais poderoso, maior se torna sua legitimidade. E mais difícil será para seus oponentes mostrar às pessoas simples quem as manipula.

Não é à-toa que no Brasil a meia-dúzia de liberais-conservadores é acusada de "ver coisas" e ser taxada de paranóica.

Normitcha, bjão!

Anônimo disse...

Ataque total a universidade pública brasileira, os neo-liberais não aceitam que as universidades federais sejam as melhores universidades como comprovam todas as estatíscas feitas até hoje. Sinceramente, com raríssimas exceções como as PUC'S , PONTIFÍCIAS UNIVERSIDADES CATÓLICAS, o ensino privado no país é uma aberração de tão ruim, ou melhor mercantilização de qualidade duvidosa de um direito fundamental.

Norminha minha flor, não é assim que o seu mestre reacionário te chama ? Olhe, o PETER SINGER é um filósofo conheido internacionalmente ele é professor naquela universidadezinha de PRINCETON uma das cinco maiores/melhores do mundo. Ele escreveu um dos grandes clássicos da Bioética. É um dos mais importantes especialistas em ética aplicada viu? Ensinou nas universidadezinhas de OXFORD,NOVA YORQUE etc. Em 1992 foi eleito presidente da associaçao internacional de bioética. Atualmente ainda ensina em PRINCETON grande universidade,e o melhor de tudo PRINCETON é de orígem PRESBITERIANA, prova de que existe vida inteligente nessa igreja ainda.

julio cesar - recife

Norma disse...

Julio Cesar, Julio Cesar... :-)

Comento em duas partes.

1. Universidades

Parece que você está escrevendo em resposta a outro post. Eu não "ataquei" a universidade pública - como poderia, se sou "cria" dela? Reconheço seus defeitos mas também reconheço suas virtudes, às quais sou muito agradecida. O adendo "pública" à universidade foi você quem fez, não eu.

Mesmo assim, comento o que você escreveu. É óbvio que o ensino público universitário no Brasil ainda é geralmente melhor que o particular. Não é preciso ser de esquerda para reconhecer isso. No entanto, tenho observado que há uma certa tendenciosidade, nas ciências humanas dessas universidades, para o esquerdismo/relativismo/ anticristianismo, embora isso não seja "privilégio" das instituições brasileiras - mas está presente nas universidades de todo o mundo, ATÉ nas norte-americanas. Nesse sentido, pode ser difícil, nas públicas, escapar de um certo espírito de autopreservação dos grupos que se formam em torno dessas idéias, bem como da mesmice dos autores, oriundos sempre dos mesmos "panteões".

Além disso, nem sempre as universidades particulares são inferiores às públicas: de fato, algumas das primeiras podem encontrar seu espaço de excelência e também de diferença, ao se afirmarem de outras maneiras - é o caso do Mackenzie, instituição presbiteriana e confessional.

Norma disse...

A segunda parte foi transformada em post.

Nagel disse...

Eu fiquei, sinceramente, de queixo caído. E eu reclamando do meu curso...