08 março 2006

Coisa de maluco: "passando mal"

Olavo de Carvalho escreveu em um artigo:


Impressionar pela intensidade da exibição emocional é o truque mais besta do mentiroso, mas, neste país, quando as pessoas não têm como refutar uma idéia, jogam contra ela a expressão hipertrofiada de suas reações psicofísicas: Me dá nojo, Me dá ânsia de vômito. Isso funciona mais do que qualquer argumento racional. Apelando à identificação instintiva do ouvinte com um sentimento de repulsa orgânica, extingue nele o simples desejo de se informar sobre a idéia abominável. É a maneira mais fácil e rápida de levar um sujeito a odiar o que desconhece. “Ensino universitário”, no Brasil de hoje, consiste em adestrar a juventude nessas reações automatizadas.

Veja agora no Orkut essas "críticas" muito racionais e objetivas a meu blog.

Eu poderia acrescentar: no caso específico, a identificação não só se dá com o sentimento de repulsa orgânica (veja os termos: passar mal, nojo, embrulhar o estômago etc.), mas também há associações a expressões pejorativas sem explicação (caça às bruxas, terrorismo teológico) e, muito estranhamente, a menção gratuita a um episódio violento da ditadura militar para justificar o nojo a meu blog - e ainda o acréscimo do econômico comentário: "é a mesma linguagem". Hã? Como assim?

Coisa de maluco, não?

O mais engraçado é que, com raras exceções, essas pessoas se dizem "de esquerda" em seus perfis, além de se posicionarem como liberais teologicamente. Ora, liberais e esquerdistas costumam sempre se gabar de serem intelectuais e dizer que os "fundamentalistas" (como me rotulam) é que são os anti-intelectuais. Com argumentos intelectualíssimos como esses para difamar meu blog no Orkut, é para rir.

Isso sem mencionar as palavras maldosas do final, que me pintam muito amorosamente com esses termos exatos: sem humildade, pretensiosa, farisaica, "gente que não vale a pena", "gente que só pensa em si", "mosca chata" e finalmente, como não poderia deixar de ser, falsa cristã. Só.

Gentis, não é?

Mas, como todos eles se declaram cristãos, deixo algumas palavras para esse tipo de procedimento:

Bem aventurado o homem
que não anda no conselho dos ímpios,
não se detém no caminho dos pecadores,
nem se assenta na roda dos escarnecedores.
(Salmo 1:1)

O ódio excita contendas,
mas o amor cobre todas as transgressões.
(Provérbios 10:12)

Alguém há com cuja tagarelice é como pontas de espada,
mas a língua dos sábios é medicina.
(Provérbios 12:18)

O homem perverso espalha contendas,
e o difamador separa os melhores amigos.
(Provérbios 16:28)

Não julgueis, para que não sejais julgados.
(Mateus 7:1)

38 comentários:

Wilson Bento disse...

Esse pessoal vem ao seu blog, le, e depois sai falando isso tudo.
Porque eles vem aqui? Se nao concordam com o que voce escreve, seria melhor nao virem ler. Seria o meu primeiro pensamento, mas pensando bem...pode ser que quando na presenca do "Trono Branco" eles nao tenham desculpas...serao julgados ate mesmo pelo que leram aqui.
Entao....seria melhor nao vir!!!
Norma eu sou muito grato a Deus pelo modo como Ele faz com que sejamos edificados, no meu caso poder participar do seu blog eh uma satisfacao e um abencoado tempo que dedico diariamente.
Fica na Paz,
Wilson

Augustus Nicodemus disse...

Norma,

Parabéns pela resposta elegante, sóbria e acima de tudo bíblica a esse tipo de provocação.

Um abraço!

Norma disse...

Muito obrigada, queridos amigos!

Deus os abençoe!

Eliot D. Chambers disse...

Humm... perseguida por causa da justiça! Que privilégio!

É isso aí amiga, prossiga a carreira que te está proposta.

E quem discordar de você, que tenha ao menos a coragem de tentar te refutar com honestidade e argumentação sólida.

Parabéns!
Bjo do Eliot.

Edward Wolff disse...

Xi, que pena, não estou mais no orkut. Como faço para ler?
Abração,
Edward

Luiz Augusto Silva disse...

Que privilégio ser perseguida por amor à justiça.
Deus te guarde, bem-aventurada.

Cláudio Peixoto disse...

Oi, Norminha:

Que sacanagem fizeram contigo... fico muito chateado com isso !!!

Este tipo de coisa é muito desgastante...

Infelizmente, um dialógo verdadeiro só é possível entre pessoas de boa vontade que buscam a verdade.

Por esta razão, abandonei qualquer troca de idéias no Orkut definitivamente. Só me serve pra lembrar aniversários.

Hoje em dia só se pode discutir entre amigos e olhe lá !!!

Pense nas pessoas que teu blog ajuda, em quem te quer bem e ignore a má-fé desta gente mesquinha e pequena que por não conseguir manejar um mísero argumento, destilam veneno pelas suas costas.

Lembre-se do Evangelho de São João, capítulo 15, sobre o ódio do mundo:

18 Se o mundo vos aborrece: sabei que primeiro do que a vós, me aborreceu ele a mim.

19 Se vós fosseis do mundo, amaria o mundo o que era seu; mas porque vós não sois do mundo, antes eu vos escolhi do mundo, por isso é que o mundo vos aborrece.

20 Lembrai-vos da minha palavra, que eu vos disse: Não é o servo maior que seu senhor. Se eles me perseguiram a mim, também vos hão de perseguir a vós: Se eles guardaram a minha palavra, também hão de guardar a vossa.

um beijão,
Cláudio

PHYLOS disse...

Os blogs, com raras exceções são verdadeiros "Clubes do Bolinha". Servem de catarse para que algumas pessoas xinguem, falem mal, muitas vezes, bobagens sem tamanho, sem fundamento nenhum. Deixei alguns comentários em alguns blogs, contrários à opinião da maioria e quase fui linchado. Essa gente quer uma liberdade de pensamento que eles próprios não praticam. E o que existe de demente, é inacreditável! Alguns blogs parecem pequenos hospicios onde loucos brincam entre si de dar opiniões. E como vc disse, os caras simplesmente falam, sem FUNDAMENTAÇÃO nenhuma. E como escreve mal essa gente!

Norma disse...

Obrigada, Cláudio, mas não se preocupe, insultos vazios podem transtornar a gente por um momento, mas não me deixaram triste de verdade, não. Dá pra ver que eles se sentiram mal com o que digo aqui, mas sequer conseguiram expressar direito por quê. Deus, que sonda os corações, sabe.

Phylos, isso foi no Orkut, não em blog. :-) Mas é verdade. Começo a pensar que esse pessoal que substitui argumento por xingamento descobriu que no Brasil isso funciona melhor, porque pouca gente está pensando direito neste país...

Juliana disse...

Norma,


Vc foi no ponto! excelente. Nem mais e nem menos. Deus nos chamou para sermos embaixatrizes do reino. Não o decepcionemos.

Façamos tudo e tb mais um pouco, do que está ao nosso alcance para mostrar a verdade às pessoas.

A propósito do seu blog e do que vc abordou aqui nesse post, eu escrevi um no meu blog a respeito do que aconteceu com vc e os comentários feitos ao Rev Augustus, Solano, etc...

Abraços,


Caio Kaiel disse...

Norma...eu Amo vc! Se falam isso é porque não te conhecem e conhecem a Palavra que nos faz sermos Irmãos amados.
Romanos 14 diz:
"Eu sei, e estou certo no Senhor Jesus, que nada é de si mesmo imundo a não ser para aquele que assim o considera; para esse é imundo. Pois, se pela tua comida se entristece teu irmão, já não andas segundo o amor. Não faças perecer por causa da tua comida aquele por quem Cristo morreu".

"...já não andas segundo o Amor..."

O Palpiteiro disse...

A senhora deveria se envergonhar do que escreve!

Anônimo disse...

Olá, Norma.
Visitei a comunidade e abri aleatoriamente o perfil de um dos "amigos" daquela comunidade. Chamou-me a atenção: Em "Quem sou eu" ele cita Friedrich Nietzsche. Sobre os livros, depois de citar Calvino, então ele lista:
"Teologia do Novo Testamento", Rudolf Bultmann
* "Novo Testamento e Mitologia", Rudolf Bultmann
* "Jesus", Rudolf Bultmann
* "Teologia da Crise", Emil Brunner
Em filosofia, veja: "O Desespero Humano" Soren Kierkergaard
* "O Anticristo" Nietzsche

Em "Programas de TV":
Olhar 2004 (TVE)
* Observatorio da Imprensa (TVE)(Comentário meu: Viva o Dines!)
* Roda Viva (TVE)(Comentário meu: Só falta uma chamar um 'Pai de Santo' para incorporar o "Che" para entrevistá-lo)
* Conjuntura Economica (Cultura)

Então, resolvi "matar" minha curiosidade e fui ver outros: De cara um outro inicia a página citando Bultmann e Tillich. Se diz "Cristão/Protestante", mas "Esquerda-Liberal"(Não entendi, mas deixa prá lá). Entre seus livros estão: Augusto dos Anjos. Ferenc Molnár, Guevara, Bultmann, Barth, Tillich, Bonhoeffer, Rubem Alves.(Norma, você precisa de um intelectual de plantão?). Uma outra se diz "Descontrucionista" e "Dadaísta"(Viva Mikhail Bakunin: "A destruição é também criação - Será por isso que eles querem destruir o teu blog, pois só assim eles construirão. Que confusão!) e ainda se diz "calvinista até meu último fio de cabelo"(Sério?). E o dito "pastor presbiteriano"? Segue a lista de seus livros:
E Assim Falou Zaratustra - F. Nietzsche
O Enigma da Religião - Ruben Alves
A Coragem de Ser - Paul Tillich
Teologia do N.T. - Rudolf Bultmann
Cândido e o Otimismo - Voltaire
(Coitada da igreja dele. Lá tem Bíblia?)
Impressionante: Eu sou realmente ignorante! Os "Direitistas" são uns burros! Os "Conservadores Teológicos" são uns coitados intelectualmente! SÓ OS ESQUERDISTAS E LIBERAIS são os "Cabeças Pensantes"(Que diga o estado em que está o Brasil e as Igrejas 'Evangélicas'!). Os argumentos deles são tão fortes que penso em me tornar um deles!
Bom, levando em consideração que eles estão em tão boas companhias(ou Companheiros?), prefiro ser amigo do Augustus, Solano, Mauro, Olavo, Reinaldo, Diego C. Grande, Ipojuca, Júlio Severo, Hélio, Heitor e, é claro, você, pois realmente são os mais ignorantes que eu conheço!

Até logo e continue firme, pois "o vosso trabalho não é vão no Senhor"

Rodrigues

Anônimo disse...

Norma, ao ler esse seu post lembrei do título de um recente artigo do Reinaldo Azevedo: "Oba! Dirceu falou mal de mim. Sinal de que estou certo"

Nagel disse...

Ô Norma. Naturalmente é desgastante, mas é bom saber que tem uma galera do lado de cá. :)

Assim, discordar é uma coisa. Quem quiser discordar basta fazê-lo educada e coerentemente. O problema é quando se torna algo pequeno, baixo, ofensivo. Parece ser o caso de um pessoal por aí.

Abração, Norma.

Marcelo Hagah disse...

Como o Edward Wolff, eu também não consegui ler nada no Orkut. É preciso que alguém me convide para tanto. Como eu disse certa vez: "a senhora é uma mulher apaixonante". Concorda comigo "o pescador". Suas idéias são lúcidas, bem pensadas, bem escritas (como sói fazer alguém de Letras). Desde que li seu primeiro texto no Mídia Sem Máscara, busquei conhecê-la mais no blog - e por isso criei um blog, também. Simples e pacato, como eu. Aquieta-te, pois tem aqui um discípulo.
Marcelo Hagah
João Pessoa-PB

Norma disse...

Ah, nem vá, Marcelo. Aquilo ali só depõe contra eles mesmos. É a roda dos escarnecedores. Não se apresenta UM argumento inteligível para nada que escrevo, apenas xingamentos e comentários jocosos. Parece que aquilo ali é a "crítica" que eles estão acostumados a fazer...

Mas não me admiro. A coisa tem longa data, não é comigo. Meu blog é apenas um escoadouro de ódios antigos deles. Têm um pé no liberalismo teológico (mistura de relativismo moderno e esquerdismo aplicados ao cristianismo), embora nem sempre o admitam. O ódio que a linguagem deles transpira correponderia ao ódio esquerdista dos "excluídos" - pois é assim que se sentem por insistirem em inserir aspectos de relativismo na teologia tradicional.

A questão é que o relativismo - motor aliás do pensamento revolucionário - , em todos os campos, não é uma escola independente, mas sim a parasitagem e a destruição do que já existe através de um questionamento sem critérios objetivos. Por isso, em vez de construir um saber paralelo em uma organização paralela (o que seria perfeitamente legítimo), grupos inspirados no que anima o liberalismo teológico buscam o tempo todo sabotar e corromper a teologia tradicional. Tal como os revolucionários do marxismo cultural, eles não querem formar um outro saber para competir com os saberes antigos na arena comum dos debates, com respeito mútuo e transparência de propósitos, mas sim acabar com o saber tradicional para instituir o "deles" como o saber por excelência. Senão, não agiriam furtivamente, e nem agressivamente, quando frustrados. Nisso, são como os adeptos da Teologia da Libertação: em vez de declarar-se um "movimento marxista cristão" e fazer igrejas à parte, os partidários da TL se infiltram nas igrejas e tentam politizá-la e solapá-la desde dentro.

Assim, é de praxe que, quando não conseguem se infiltrar e são descobertos e barrados, atacam com a autovitimização que os justifica para proceder com toda a agressividade de que são capazes.

Veja como a coisa faz sentido:

Uma dos membros dessa comunidade do Orkut mentiu nas respostas ao questionário da lista Cristãos Reformados só para ser aceito. Quando descobriram que suas afinidades eram "outras", ele foi expulso, claro. Mas ainda usa a linguagem da vitimização, como se tivessem sido injustos com ele.

Já outro causou uma confusão danada na comunidade calvinista do orkut da minha amiga Ivonete. Ele e uma patota foram expulsos de lá. Imediatamente resolveram, juntos, criar essa comunidade "Calvino sem puritanismo", que poderia muito bem se chamar "Ressentidos liberais" ou "MST cristão". E agora puseram-se a atacar meu blog.

Enfim, dá para entender perfeitamente esse barulho que estão fazendo. Só não dá para deixar de se surpreender com a truculência com que o fazem.

Obrigada pelo generoso feedback. Beijos pra você!

silvia disse...

Parabéns Norma! Sua resposta neste blog demonstra sabedoria e maturidade cristã.

Belo texto! Coerente e embasado nas Escrituras!

Um forte abraço!

Norma disse...

Obrigada, amigos! Vocês são uma graça.

É isso aí, Rodrigues: "Diga-me quem tu lês e eu digo quem tu és." Hehehe!

Abração a todos!

Juan de Paula disse...

Norminha,

show de bola sua resposta. Muito boa mesmo! Elegante, erudita , bíblica e cristã.

Continuarei a interceder para que o Senhor a mantenha firme por ser perseguida por causa da fé.

Firmeza!!!!!
Bjão!

Juan de Paula disse...

Norma,

muito boa resposta: Erudita, coerente, bíblica e cristã.

Que Deus te sustente nessa caminhada e te de firmeza para ser perseguida pela causa do evangelho. Faço como com Eliot, é um privilégio!

Bjos!

Wilson Bento disse...

Estive pensando Norma, sobre isso tudo. Me lembro que ja estive numa situacao dessa quando me levantei para gerar um debate sobre a aceitacao do homossexualismo na igreja e no pensamento cristao e no orkut fui crucificado. Parei, olhei e conclui, no orkut nao ha abertura para o debate civilizado, muito pelo contrario eh um lugar de extrema confusao e com um aspecto "tenebroso" que pretende mais confundir do que discutir. Costumo dizer que la (no orkut) somente existo, pois tenho muitos dos meus discipulos que ainda permanecem ativos por causa de amigos e etc...nesses casos eles sabem que podem contar comigo para ajuda-los a nao se "perderem" em meio a tanta bagunca.
Porem eu mesmo nem perco mais o meu tempo em ir atraz de opinioes orkutianas, centralizo o desgaste dos meus neuronios em lugares mais coerentes.
Nao quero com isso diminuir o impacto que causou na sua vida, o fato de ser citada negativamente em alguma comunidade, somente queria expressar minha experiencia la, foi boa para que eu nao venha mais a perder tempo, ou melhor, que eu pare de lancar perolas aos porcos.
Ate mais,
Um irmao em Jesus, Wilson Bento

Mario disse...

Cara Norma,

Não sei até onde vai sua discussão com Caio Fábio. Sim. Acabei de ler, no Midia Sem Mascara, o seu "Camuflagens lingüísticas" e, uma vez mais, tem todo meu apoio, se é que lhe vale alguma coisa, já que abomina o fato de eu ser espiritualista (repito: não rezo pela cartilha espírita, como por nenhuma outra). Lembro que a doutrina espírita não aceita nenhuma forma de interrupção da vida material, de outrem ou a própria (suicídio), sempre classificando de crime.

Morri de rir quando menciona um "cafuné" de Jesus (ainda estou rindo). Bem... em verdade, isto é até possível, já que Deus perdoa todos os pecados, mas, certamente, ao mesmo tempo em que acarinha, Jesus diria algo como "(...) é ótimo que reconheça o erro que cometeu e peça perdão, mas, só isto não basta; terá que pagar pelo crime cometido, pois, só assim terá o perdão de Deus.".

No mais, o que se verifica é que as "justificativas" e as "explicações" dos abortistas estão, sempre, fundamentadas na raiz de todos os males morais, que é o egoísmo.

Parabéns pelas suas firmes convicções sobre este assunto e que Deus ilumine nossos, infelizmente, corruptos legisladores para que, no mínimo, não ampliem as exceções pró-aborto.

Mario

João Emiliano disse...

Prezada Norma,

Esses esquerdistas é que são uns grandes terroristas. Estamos acuados minha muito prezada irmã e amiga Norma. Só Deus pode nos ajudar nesse momento. Continue sua caminhada, rezo por você.

Abraços do,

JOÃO EMILIANO MARTINS NETO

rafael galvão disse...

Tenho um pensamento sobre a esquerda cristã: "A esquerda cristã é uma série interminável de tratados de paz com o inferno". Parece que está acontecendo isso hoje em dia. Nós cristãos devemos denunciar isso como sendo antibíblico e proclamar o caminho correto (Mateus 7:13). Eu vou te apoiar nisso Norma, assim como apoio todos aqueles que buscam uma doutrina mais bíblica.
Rafael

Wilson Bento disse...

Quando a gente fala com pessoas que acreditam na vida temos informacoes que nos dao vida, olha o que a Fundacao Sindrome de Down pensa sobre as criancas:

O que é a Síndrome de Down?
Saiba um pouco mais...

Diferente do que muitas pessoas pensam, a síndrome de Down é uma alteração genética que ocorre por ocasião da formação do bebê, no início da gravidez.

A denominação síndrome de Down é resultado da descrição de Langdon Down, médico inglês que, pela primeira vez, identificou, em 1866, as características de uma criança com a síndrome. Em cada célula do indivíduo existe um total de 46 cromossomos, divididos em 23 pares. A pessoa com síndrome de Down possui 47 cromossomos, sendo o cromossomo extra ligado ao par 21.

Para desenvolver todo seu potencial, a pessoa com síndrome de Down necessita de um trabalho de estimulação desde seu nascimento. Ela faz parte do universo da diversidade humana e tem muito a contribuir com sua forma de ser e sentir para o desenvolvimento de uma sociedade inclusiva.

Tosco disse...

Buenas,
de passagem, apenas para te congratular pelo trabalho que tens feito no blog. Tenho ele em meus favoritos e de tempos em tempos dou uma passadinha por aqui, onde sempre leio algo muito bom.
E, não se incomode muito com o que andam a dizer, não vale a pena. De uns tempos pra ca, tive problemas semelhantes, e fui obrigado a desligar o sistema de comentários de meu blog. E amizades de anos, agora estão por um fio.
Fique firme!
Abraço

Carlos Floor

Norma disse...

Oi, Mario!

Claro que seu apoio vale, e muito! Convivo com pessoas de todo jeito e respeito suas posições. Apenas uma palavrinha sobre o que acredito com relação a Jesus: não creio no "pagamento" posterior do pecado se houver perdão, mas creio, sim, que mesmo com arrependimento e o perdão de Deus, o aborto deixa seqüelas na alma que dificilmente serão apagadas por completo. Só Jesus pode, através de um trabalho provavelmente longo e complexo, curar a alma da culpa e do sofrimento, conscientes ou não, que advêm em conseqüência de tal ato.

Obrigada, amigos, por todos os comentários encorajadores e carinhosos. Lutamos contra a idéia do esquerdismo, mas as pessoas insistem em dizer que estamos contra elas, em vez de contra o que professam. Por isso gosto de fazer a distinção cristã entre pecador e pecado, mas a verdade é que muitos esquerdistas estão tão acostumados com a estratégia da demonização imediata por meio de termos distorcidos e carregados ideologicamente (direita, fascista, reacionário) que não se desarmarão para ouvir o que temos a dizer.

Abração a todos!

Norma disse...

Tosco, você acertou em cheio. No meu caso, uma amizade de vinte anos foi tão abalada que creio não mais se recuperar. O mais louco é que essa pessoa me aplica a pecha de intolerância, mas foi ela que resolveu se afastar de mim quando comecei a criticar o marxismo. Eu jamais faria isso com um amigo, a não ser se ele virasse torturador, assassino, algo assim. Mas enfim. Essa pessoa deve achar que quem combate o esquerdismo automaticamente conspira "ditaduras reacionárias" na calada da noite... :-)

É estranho que não se enxergue o fato de que nos dedicamos a rechaçar argumentativamente idéias espúrias, não a tomar o poder ou a atacar pessoas. De minha parte, o único poder que quero é o poder da persuasão através da palavra! :-) Mas foi o próprio esquerdismo que ensinou que quem não o aceita é:

- Contra os pobres
- Arrogante
- Insensível
- E não hesitará em usar de força para se impor

O que só demonstra que o gramscismo funciona muito bem, infelizmente. No caso desse amigo, a ideologia se sobrepôs totalmente ao que ele conhece de mim, como um óculos que obscurece a realidade. Ele jamais presenciou um ato espúrio de minha parte, nem contra ele nem contra ninguém. Fico triste, pois deixar-se levar por esse processo não deixa de configurar uma espécie de despersonalização: para ele, teorizações e modos de dizer (mal interpretados) passaram a dizer quem eu sou por completo, em vez de minha vida, minha subjetividade, minhas demonstrações de carinho durante todos esses anos.

Enfim, acho que é isso que a Bíblia chama de "julgar"... Grande consolo é saber que Jesus nos vê por inteiro e nos conhece de verdade.

Abraços!

Norma disse...

Tosco-Carlos, gostei do seu blog! Pena que não dá pra comentar... :-) Abraços!

Norma disse...

Perfeito, Rafael! Sua frase me fez lembrar: "Um pouco de fermento leveda toda a massa..."
Faça um blog!

Mario disse...

Oi Norma,

Agradeço pela resposta e perdoe-me por, sempre, basear meus comentários no conhecimento que tenho, que ainda é infinitesimal se comparado ao necessário.

"(...) não creio no "pagamento" posterior do pecado se houver perdão, mas creio, sim, que mesmo com arrependimento e o perdão de Deus, o aborto deixa seqüelas na alma que dificilmente serão apagadas por completo (...)"

Norma, de acordo com o seu pensamento, basta se arrepender e pedir perdão após cometer qualquer erro e tudo estará "limpo" para Deus. Ora! Assim é muito fácil, não? E como fica o outro lado, que foi prejudicado? Fica "por isso mesmo"? Será que, para Deus, isto é justiça?

De acordo com a doutrina espírita, o "criminoso" só fica livre das seqüelas às quais você se refere, diga-se, com razão, após uma compensação. Só assim poderá "seguir em frente", na obrigação de buscar a perfeição.

Mudando um pouco: é muito engraçado como os "esquerdas" nos chamam de "nazistas" e/ou "fascistas". Acima de tudo, isso é desconhecer a história, já que tanto uns como outros, são socialismos. "Esquecem-se" que nazismo é abreviatura de nacional-socialismo e que o fascismo é a raiz do trabalhismo que foi importado por Getúlio Vargas.

Norma disse...

Hehehehe, Mario...
Tive que ouvir os exatos comentários da família do meu avô, que é toda espírita, quando me converti.
A mensagem da graça consiste no seguinte: Jesus pagou os pecados da humanidade na cruz. A dívida só poderia ser paga com morte, pois a morte é "o salário do pecado" - sendo que pecado é o afastamento de Deus e a autonomia do homem, que quer SER sem Deus. Essa é a fonte de todos os males.
Quando nos convertemos, passamos por um processo doloroso e bom ao mesmo tempo: doloroso porque nos damos conta de que estávamos em erro, longe de Deus, durante nossa vida inteira; bom porque o confessamos tremendo, coração na mão, diante do próprio Deus. "Arrepender-se" não é da boca pra fora (Deus sabe quando há arrependimento verdadeiro), mas uma dor imensa pelo pecado.
O espiritismo centra o progresso da alma no homem; o cristianismo centra o perdão dos pecados e a reconciliação com Deus em Jesus. São dois sistemas totalmente diferentes.
Sobre os nomes: pois é! Eles estragam o significado deles só para nos xingar. :-))
Abração!

Mario disse...

Oi Norma,

Agradeço pela resposta, o que sempre me ajuda a entender um pouco mais. O que não significa que eu concorde... [rs]

"Jesus pagou os pecados da humanidade na cruz."

E é aí que reside um grande problema. A partir de então, uma grande parcela da população, que se diz seguidor dos ensinamentos de Jesus, dizendo-se os "donos" da verdade, age exatamente ao contrário dos próprios ensinamentos. Só para citar um exemplo, que tal a "Santa" (claro, entre aspas, porque de santa nada tem) Inquisição? Então, podemos cometer pecados à vontade porque Jesus já pagou por eles?

No meu modo de entender, realmente, Jesus pagou pelos nossos pecados, mas, ele não deu carta branca para continuar repetindo-os. E não foi só isso. Ele veio nos mostrar que muita coisa como pensávamos (a humanidade) estava errada; para citar um exemplo, "(...) olho por olho, dente por dente (...)". Ele veio corrigir os caminhos errados da humanidade e foi, justamente por estes erros que pagou por nós.

Sua crença diz: "(...) a morte é "o salário do pecado" ". Vejo nisso enormes incoerências, sem nexo. Com isso você está dizendo que a pena de morte é justa! Mais! Como ficam os bebês que são mortos ainda no ventre da mâe (aborto)? Que pecado cometeram para pagar tal preço? Qual pecado teria cometido Me. Teresa de Calcutá? E os outros tantos que foram canonizados? Que pecados cometeram para ter que pagar com a morte?

Perdão. Não precisa responder porque acredito que você tenha cometido algum lapso de digitação.

A fonte de todos os males é o egoísmo, que afeta, inclusive, a igreja católica que, pelo poder (onde está a humildade cristã?), é capaz de cometer atrocidades como a da inquisição e, o que é pior, "em nome de Deus".

"O espiritismo centra o progresso da alma no homem (...)".

Creio que aqui há um outro engano. O espiritismo baseia-se no progresso do espírito (que não é o mesmo que alma). O homem nada mais é do que uma manifestação material do espírito. Como diz Stephen R. Covey, "We are not human beings on a spiritual journey. We are spiritual beings on a human journey.".

Você tem razão. A não ser quando temos que comunicar nosso arrependimento a alguém humano, quando nos dirigimos a Deus, sequer precisamos expressar pela boca.

Cara Norma, na segunda mensagem que tentei postar, pedi-lhe que me passasse o endereço onde teria explicado suas experiências entre os espíritas e sua conversão para poupar-lhe seu tempo. Se puder me atender, seria muito bom.

É possível que queira saber um pouco das minhas relações com igrejas. Fui batizado católico aos 9 anos. Freqüentei a igreja, catecismo, enfim, toda a doutrinação até por volta dos 14, quando comecei a qüestionar muita coisa a respeito de seus ritos e me afastei, a ponto de me tornar um agnóstico até por volta de 45 anos. Cientista das exatas que sou, sempre procurei respostas científicas, mas, percebi que muita coisa não é respondida por esta área. Por exemplo, por que não é possível cruzar um elefante com uma barata? De fato, é uma dúvida ridícula e risível, mas, de acordo com a ciência, deveria ser possível, afinal, para que surja um terceiro ser, não bastariam um espermatozóide e um óvulo?

E não foi só. Eu sentia um enorme vazio em mim, apesar dos altos conhecimentos técnicos na minha especialidade. Foi então que aconteceu uma tragédia em minha vida sentimental e saí em busca dos motivos e conheci o espiritismo (só essa história dá um livro).

Isso me ensinou a não mais condenar qualquer igreja ou doutrina, no entanto, não aceito nenhuma delas por uma simples razão. Todas dizem e impoem: "eu estou com a verdade e quem não pensa como eu vai para o inferno". Ora! Se uma contradiz a outra, onde está a verdade?

O interessante é que sinto-me muito à vontade em qualquer uma delas. Ouço muito porque só assim se aprende, mas, muito do que dizem não dá para aceitar, pois vem revestido de hipocrisia que, certamente, não é um valor cristão.

Perdoe-me por ter me alongado tanto.

Mario

Norma disse...

Mario,
Publiquei seu comentário porque há muitas questões interessantes levantadas nele, mas não pretendo respondê-las aqui, ainda mais porque não é o assunto do post. Escreva-me! O mail está no perfil.
Abraços!

Henrique Hazlitt disse...

Prezada Norma: Sofro ataques quase idênticos aos que você sofre. É incrível como os argumentos deles ficam vazios além do "Você é louco, me desculpe".

É uma felicidade que você tenha em sua fé uma rocha inabalável a qualquer forma de ataque, e faço votos para que sua mensagem de amor contrastando com a ignorância se propague ao máximo. Um abraço.

Oswaldo Viana Jr disse...

"Lutamos contra a idéia do esquerdismo, mas as pessoas insistem em dizer que estamos contra elas, em vez de contra o que professam."

Isso acontece, Norma, porque para os esquerdistas as idéias são mais reais que o Real, o Ser. Quanto mais mergulhadas na mentira, mais deixam de ser "pessoas", para se confundirem com abstrações. É duro, mas é verdade. Eles são manipulados pelo Pai da Mentira, que, como diziam os ingleses, foi o primeiro esquerdista. Por isso, devemos estar cientes de que "a nossa luta não é contra carne e sangue" (e muito bem preparados para a batalha).

"Vigiai e orai para que não entreis em tentação".

Oswaldo Viana Jr disse...

Lembra do livro do Bruno Tolentino, "O Mundo como Idéia"?

(Por onde andará o Bruno, aliás?)