16 maio 2013

A mesma face

Quando pequena, eu costumava me inquietar com a opinião de Deus sobre mim. Estaria Ele feliz comigo? Será que me amava ou me odiava? Aprovava minhas escolhas?

Já convertida, entendi que eu era rebelde e que somente Cristo podia transformar essa condição. Sabia, agora, que estávamos reconciliados, eu e Deus. Mas o questionamento, adaptado, prosseguiu. Estava claro que Ele me amava em Cristo, mas será que aprovava minhas escolhas?

Quando consigo enxergar melhor, desdobrada do anseio pelo amor total e sem máculas entre mim e Deus, percebo que a face do Deus irado contra meus pecados (que ainda existem) e a face do Deus feliz comigo (por causa de Cristo) são a mesma e única Face. O "já/ainda não" da Bíblia se manifesta também na relação que Ele estabelece conosco, de modo que não nos livramos da incômoda sensação de que Ele se ira contra nós - felizmente, pois é essa sensação que nos impulsiona na luta com o pecado.

Mas essa ira é acomodada no sacrifício de Cristo, e, contida, em vez de nos destruir, é como um sussurro doce em nossos ouvidos, um sussurro que diz "continue, continue". Senhor, caso seja necessário, dá-me uma resposta emocional mais adequada aos teus sussurros.

4 comentários:

reflexoesdeumperegrino disse...

Que negocio lindo Jesus!!!!

Norma disse...

Deus o abençoe, Peregrino! :-)

Débora Oliveira disse...

Não tenho outra palavra melhor para definir como lindo. =)

Escola Bíblica Dominical - Seminário Teologico Permanente disse...

Lindo! Simplesmente maravilhoso!
Deus continue te abençoando, amada do Pai, seus textos são sempre edificantes! Bj grande :)